Hispanic Students Near School Bus Wearing Face Masks.
ARM SUL-AMERICANA

ARM SUL-AMERICANA

Administração de Medicamentos em Excursões Escolares

Excursões. Que grande experiência durante o ano letivo! As crianças saem da sala de aula para ver algo novo e aprender sobre o mundo ao seu redor. Embora divertidas para os alunos, as excursões podem aumentar o nível de estresse dos professores e monitores.

Excursões seguras e bem-sucedidas envolvem muito planejamento para evitar várias situações que podem acontecer com os alunos, e uma tarefa importante, mas às vezes esquecida e que deve acontecer nas excursões escolares, é a administração adequada de medicamentos prescritos.

O planejamento para realizar excursões deve envolver a comunicação sobre os detalhes da viagem com os familiares dos alunos, dentre eles, instruções claras e precisas sobre medicamentos de uso contínuo, sobre medicamentos que podem ser utilizados caso haja uma necessidade, como e por quem os medicamentos serão administrados durante a viagem, e quais registros serão mantidos. Isso deve acontecer bem antes da excursão.

A escola deve designar uma pessoa para ficar responsável por administrar os remédios aos alunos – um Profissional de Apoio, e, a depender do tamanho do e do número de responsabilidades adicionais que o Profissional de Apoio possa ter, pode ser necessário designar uma pessoa reserva para essa tarefa. 

O Profissional de Apoio deve se encontrar com os pais ou responsáveis do aluno bem antes da viagem para esclarecer quaisquer dúvidas ou incertezas que possam existir. Esse encontro deve incluir um diálogo sobre quando os medicamentos que devem ser entregues durante a excursão serão entregues à escola. O PA também deverá determinar se o remédio deve ser guardado refrigerado. Se sim, arranjos antes da viagem devem ser feitos para um armazenamento apropriado, incluindo sacos isotérmicos, sacos de gelo, etc.

As receitas deverão ficar no recipiente original da farmácia e com um rótulo indicando o nome do aluno, o tipo de remédio, a dose, o médico que receitou e as instruções. Isso inclui a dosagem, se o remédio deve ser tomado com ou sem alimento ou líquido, o momento ideal para tomar o remédio, possíveis efeitos colaterais, etc. 

Além do estoque de remédios, o Profissional de Apoio deverá recolher e guardar uma cópia de todos os formulários dos pais[3]. Isso inclui as inscrições, instruções ou solicitações escritas, os formulários de autorização e qualquer outro formulário necessário. Se houver alguma área no formulário que não esteja totalmente clara ou algum espaço em branco, o Profissional de Apoio deverá se comunicar com o pai/a mãe com antecedência, para obter clareza sobre as informações em falta.

Após coletar tudo, o Profissional de Apoio deverá criar um plano e um cronograma para manusear e distribuir os remédios. O cronograma deverá incluir o seguinte: 

  1. Nome e sobrenome do aluno;
  2. Todos os remédios a serem administrados, a dosagem e o horário apropriados, e a maneira da administração;
  3. Um diário para registrar cada remédio que é dado;
  4. Guardar os remédios seguros e em boas condições, tais como: temperatura, fora da luz solar e outras várias restrições;
  5. Se uma dosagem não for dada ou se for dado algum remédio errado, isso deverá ser registrado e reportado à administração da escola. Os pais devem ser informados imediatamente; 
  6. Um processo ou disposição para a devolução de todos os remédios não utilizados deverá ser feito quando a excursão acabar. 

Para remédios que não precisam de prescrição médica, como antialérgicos, analgésicos, antiácidos e outros, os pais deverão responder o formulário de autorização indicando se permitem o uso caso seja necessário, e indicando a dosagem e os remédios autorizados. Também devem informar se há alguma restrição em relação a esses medicamentos. 

A privacidade é sempre uma questão para qualquer assunto médico. A distribuição de medicamentos e os registros deverão ser feitos de forma privada e de acordo com as leis vigentes. A administração dos remédios também deve ser feita da forma mais confidencial possível, por cortesia para com o aluno. Os limites de discussão e divulgação podem ser incluídos no formulário de autorização. Revise todas as questões de privacidade e de leis com o advogado de sua Associação, que está familiarizado com as leis de seu estado e as leis federais aplicáveis.

Por último, esteja preparado(a) se você tiver alguma emergência. Tenha os registros prontos para os paramédicos e consulte seu diário de bordo para informá-los quando foi a última dose do remédio dada ao estudante. Quanto mais informações tiverem, melhor eles poderão tratar a criança.

As excursões são incríveis. Com planejamento e cuidado adequados, a administração de remédios não precisa ser excessivamente estressante.

Este artigo é apenas para informações gerais. Suas práticas e políticas precisam estar em conformidade com as leis locais e devem ser elaboradas para se adequar às circunstâncias de sua escola. 

Texto com adaptações. Fonte: https://adventistrisk.org/en-us/safety-resources/solutions-newsletter/2021/july/nadeng-administering-medication-on-field-trips

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp